esportivos

É comum que carros de alto desempenho custem mais caro. No entanto, existem algumas opções de esportivos à venda no Brasil que conseguirão colocar um belo sorriso no rosto do motorista por quantias nem tão exorbitantes assim.

Para quem não quer, ou não pode, ultrapassar os cinco dígitos na conta, o Renault Sandero RS é uma das opções. O hatch tem um motor 2.0 de 150 cv sob o capô e preparação especial da divisão esportiva da Renault. O modelo parte de R$ 66.790 e tem itens como controles de tração e estabilidade. O câmbio é manual de seis marchas. A caixa é a mesma usada pelo Renault Duster com tração integral.

Um pouco mais acima, o Volkswagen Golf GTI parte de R$ 143.790 com um 2.0 turbo a gasolina. O propulsor foi recentemente atualizado para entregar 230 cv. O preço parece alto, mas ganha contornos mais tangíveis ao ser comparável a versões mais equipadas de um Jeep Compass. Basta adicionar alguns opcionais nos Compass Longitude e Limited flexíveis para atingir o patamar do Golf GTI, por exemplo. Embora mais versátil, o Compass está longe de entregar a esportividade do VW.

Esportivo raiz

Entre os esportivos mais poderosos, o Ford Mustang é outro que, surpreendentemente, tem bom custo benefício. A R$ 315.900, o modelo tem um V8 de 5,0 litros e 466 cv capaz de levá-lo de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos. Além da potência, o desempenho é proeza também do câmbio automático de dez marchas. Longe de ser um modelo “em conta”, o Mustang joga com o fato de que outros esportivos europeus com nível de desempenho semelhante custam pelo menos o dobro da tabela do ícone americano.